domingo, 24 de outubro de 2010

Pelé: 70 anos

No último dia 21 de outubro completou 70 anos de idade o jogador mais conhecido do planeta, o senhor Edson Arantes do Nascimento, mais conhecido como Pelé. Mineiro da cidade de Três Corações, Pelé recebeu do jornal francês L´Equipe, o título de Atleta do Século no ano de 1981. Em 1999 o Comitê Olímpico Internacional, na esteria do L´Equipe, também o elegeu como Atleta do Século. A FIFA pegou ponga no ano 2000 e repetiu a honraria. O elegeu como Jogador de Futebol do Século XX. Estava batido o martelo pela terceira vez, consagrando assim, em definitivo, o título de Atleta do Século ao Pelé, que além de apelido, virou também adjetivo. Existe o Pelé da pintura, da escultura, da arquitetura, entre outros.

Mas o que mais chama a atenção para este humilde escrivinhador é o salário que o Pelé recebia à época quando jogava no Santos. Nada mais do que R$ 5.500(cinco mil e quinhentos reais) na moeda de hoje, o equivalente a 5.000 cruzeiros novos. Estamos nos anos 70 e o esporte, mais especificamente o futebol, não tinha ainda se tornado business. Robinho, que até recentemente defendia as cores do mesmo time que consagrou o Rei do Futebol, recebia em torno de 1 milhão de reais por mês.

Se, comparativamente, Pelé recebia muito menos do que recebem hoje os craques duvidosos dos gramados mundiais, o mesmo teve muito mais visão em relação aos negócios do que os seus contemporâneos Didi, Vavá, Zito e do consagrado Garrincha. Com um patrimônio pessoal estimado em 25 milhões de dólares, as empresas de Pelé movimentam atualmente cerca de 40 milhões de dólares por ano.

Passados mais de 25 anos que finalizou sua carreira de jogador de futebol, até hoje é homenageado em vários países do mundo. Com sua trajetória vitoriosa, e que continua, entre outras coisas, como instrutor/conselheiro do infantil e juvenil do Santos, Pelé é alvo de críticas, bajulações, adulações e polêmicas.

Chegado a dizer o que pensa sobre os diferentes atletas nacionais e internacionais, vira e mexe, o aclamado Rei do Futebol está sempre na mídia falada e escrita. Estratégia? Talvez sim. Quem não as tem?

O homem que marcou 1281 gols no total de 1375 jogos (0,9 por partida) foi protagonista de discursos politicamentes corretos, quando pediu atenção às crianças e às pessoas pobres do Brasil no seu milésimo gol, sofreu com a prisão do seu filho Edinho e ficou marcado pela saga de Sandra Machado, reconhecida como filha do rei pela justiça em 1994, após ter sido negada por diversas vezes pelo rei.

Um misto de mito e homem se misturam na trajetória deste jogador de futebol, o atleta do século, o senhor Edson Arantes do Nascimento ou, simplesmente, Pelé.

3 comentários:

Fiama disse...

Edson Arantes do Nascimento, o Pelé. É.. ele é o jogador mais inteligente que eu já vi até hoje, ou talvez o único. Na época em que Pelé jogava ganhava-se pouco ($), em relação aos salários vistos hoje em dia, e o cara conseguiu MULTIPLICAR esse dinheiro. Hoje ele é um cara ricoo! Tem o que quer. Outra coisa que eu admiro nele é, ele saber o momento certo de “parar”. Não fez como outros que vemos por aí que ainda acham que podem ser como antes, ou seja, quando eram jovens e estavam estourados na mídia, no alge da carreira; e com sua insistência, acabam “sujando” sua imagem, pois o que marca mais na mente de qualquer pessoa são os erros.., as falhas cometidas. O indivíduo pode ser a melhor pessoa do mundo, fazer tudo certo, mas se ele errar uma vez, fica marcado para o resto da vida. Entãão é isso. Pelé é a inteligência do nosso futebol!!

Welington disse...

Fiama. Bom vê-la por aqui. Tá vendo que comentar não morde? Espero que apareça mais vezes e sempre que quiser, comente a postagem, sem medo de ser feliz!!!

Jorge Ramiro disse...

Eu acho que Pelé é o melhor jogador de futebol do mundo. Além disso no outro dia ele veio ao meu petshop para comprar um bebedouro para cachorro. É um bom homem.